Por que “gastar” numa etiqueta personalizada?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Quando o assunto é investir em uma etiqueta personalizada, muita gente se questiona: Por que “gastar” numa etiqueta personalizada para as roupas ou produtos que produzo?

Nós entendemos os fatores que levam as pessoas a levantarem esta questão. São diversos, tais como: início da atividade, otimização de custos, crise econômica, dúvidas sobre etiquetas, etc.

O objetivo deste post não é explicar os fatores, mas sim responder por que “gastar” numa etiqueta? E nós sabemos o porquê.

Primeiramente precisamos trocar o termo “gastar” por “investir”. Ter uma etiqueta personalizada no seu produto enriquece o mesmo e traz muitos benefícios, logo preferimos chamar de investimento.

Ao investir numa etiqueta personalizada você estará:

  • cumprindo com as exigências da Lei das Etiquetas, estabelecida pelo do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e fiscalizada pelo IPEM (Instituto de Pesos e Medidas);
  • garantindo uma concorrência leal no mercado;
  • esclarecendo o consumidor;
  • demonstrando lealdade e respeito com o seu consumidor;
  • enriquecendo e diferenciando o seu produto de outros que não tenham etiqueta.

grd_resinado_emborachado_cortado_copyBasicamente uma etiqueta personalizada traz as seguintes informações: Razão social ou marca do fabricante ou importador; CNPJ respectivo do fabricante ou importador; País de origem; Composição das fibras que compõem o produto têxtil; Tamanho da peça; Cuidados de conservação expressos em símbolos e/ou textos.

Só as empresas formais, legalizadas com CNPJ e Razão Social, podem assumir a venda de produtos ao consumidor. Sendo assim, ao ter uma etiqueta bem elaborada, você declara ao consumidor a origem e autoria do produto, esclarece o tamanho da peça, a composição do tecido e as formas de conservação do produto.

Veja que legal este exemplo da importância em entender o tipo de tecido da peça, bem como os dados que ela expressa:etiqueta composição

Por isso ando que nem doida olhando as etiquetas das roupas, aquelas que ficam na parte de dentro, trazendo vários símbolos sobre a forma de lavar e manter a roupa, mas principalmente a composição dela.
Trecho extraído do Blog “Hoje vou assim, OFF”, da designer Ana Carolina.

Voltando ao assunto, existem vários tipos de etiquetas que você pode fazer, informando os dados básicos exigidos por lei e ao mesmo tempo divulgando sua marca.

patch bordado novo1

A forma de comunicar esses itens pode variar entre diversos meios: etiqueta estampada, etiqueta bordada, estampa digital diretamente na peça confeccionada, estampa ¨transfer¨ aplicada diretamente na peça confeccionada, tags penduradas na peça, etc.

Não importa o meio, o principal é comunicar!

No post “Que tipo de etiqueta personalizada devo comprar para minhas roupas?” explicamos os tipos de etiquetas personalizadas que se pode fazer e as características de cada uma delas.

Geralmente os clientes optam por colocar os dados exigidos por lei em uma etiqueta mais simples (etiquetas estampadas, transfer confort, por exemplo) e deixar os etiquetas mais elaboradas para divulgar a marca (Etiquetas Bordadas, Patchs Bordados, Transfer Estampado Hd, Tags Personalizadas, por exemplo).

Resumindo, ao fazer sua etiqueta personalizada, seja ela qual for, você estará expondo seu produto ao mercado com muito mais força do que os produtos informais, que não têm etiqueta alguma.

Vale a pena investir!

A Artgraf Etiquetas possui uma equipe especializada para te auxiliar com a compra da sua etiqueta. Confira nossa Loja Virtual e consulte-nos!

Esperamos que esse post tenha ajudado. Comente, compartilhe! Estamos à disposição.


Deixe seu Comentário.



Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×